terça-feira, 20 de março de 2007

Pingos de aparelhos de ar-condicionado

Não sei se é uma situação disseminada em todo o Brasil, mas uma outra praga que assola as ruas do Rio, notadamente o Centro da cidade, são os pingos de ar condicionado.

Por total falta de interesse dos proprietários e falta de fiscalização por parte da prefeitura, pois tal prática fere o Código de Posturas do município, quem transita pelas calçadas da região central do Rio de Janeiro é brindado com gotas de água no rosto, ombros, costas, óculos etc.

É mais um item de desconforto para qem anda a pé! É mais uma demonstração de falta de respeito com o pedestre!!!!

2 comentários:

Erivelton disse...

Oi Vilmar, concordo plenamente! Alias, foi uma das primeiras coisas que notei quando cheguei no Rio. Realmente uma tristeza e uma falta de respeito ao pobre cidadado (tanto por parte dos donos quanto por parte do omisso poder publico). Parabens pelo blog! Abracos do amigo, Erivelton

Guilherme disse...

Verdade Vilmar, mas vamos aos fatos. Com relação ao pobre coitado (apesar de novo em folha) do meu ar-condicionado, na verdade não sei se ele é realmente um ar ou se é um filtro de água potável. Já botei uma mangueirinha nele, evidentemente apontando pra baixo e pra dentro de casa, mas mesmo assim, me usando dos conhecimentos de Delta H / Delta L, ie Carga Hidráulica / Diferença de Altura, o meu ar (ou bebedouro) engasgou a noite inteira. E no dia seguinte foi um trabalho quase que de boca a boca para desafogar o ar (bebedouro) e evitar edema. O jeito foi tirar a mangueira e deixar o bichinho fornecer água, de cascata, para a vizinha do apartamento do 1o andar, que tem uma varandinha bem abaixo, que recebe o aguaceiro todo. Posso ter esperanças de que meu bebedouro volte a ser um ar-condicionado?

Intense Debate Comments

Este blog tem atualmente:

Widget by SemNome