segunda-feira, 15 de outubro de 2007

Feriado e morte nas estradas

"Foram registrados 1.592 acidentes e 1.187 pessoas ficaram feridas.
Segundo a polícia, imprudência e excesso de velocidade foram as causas dos acidentes."

Mais uma vez os jornais noticiam que um feriadão, desta vez o de 12 de outubro, foi responsável por vários acidentes nas estradas! Infelizmente, no Brasil, padecemos da falta de rigor na regulamentação e fiscalização das vias do país. Viajando pelo mundo pode-se comparar e perceber que as nossas vias permitem velocidades mais elevadas que as praticadas nos países ditos de primeiro mundo (obviamnete, não estou falando das autobans alemãs, autoroutes francesas etc.).

Vias em perímetro urbano ou mesmo trecho de rodovias que atravessam cidades têm velocidades baixíssimas no exterior, algo em torno de 30 km/h!!! Isto tem o efeito de tornar o trânsito mais calmo e civilizado, uma vez que as pessoas se acostumam a dirigir em baixas velocidades, dar prioridade aos pedestres e respeitar a sinalização e limites de velocidade!

Aqui temos a cultura de deixar o motorista correr e privilegiar as velocidades em detrimento da segurança. Quando se instala um lombada eletrônica com velocidade de 60 ou 50 km/h há uma enorme gritaria, muitas vezes com apoio da mídia...

Depois ficamos contando os mortos e feridos...

Um comentário:

Ronaldo S. Alves disse...

Sua visão clara para esta combinação de dados e informações, feriadão/excesso de velocidade/imprudência/mortos e feridos/estatísticas - associados ao uso de bebidas alcoólicas, demostra que v.tem capacidade de análise e compreensão da realidade alarmante que ronda as nossas rodovias federais, estaduais e municipais, quanto a isto não tenho dúvidas. Porém, como "jovem" que é, v. sabe que os "mais velhos" - leia-se politicos que pegaram carona ou cairam de "pára-quedas" em seus cargos - esquartejam aquilo que chamam de leis, feitas para serem (des)cumpridas, como é o caso da lei federal que instiuiu o Código de Trânsito Brasileiro ( O CTB ), PRÓXIMA DE COMPLETAR DEZ (10) ANOS, e que, como sabemos, é notório, caducou. Esta lei não pune com rigor, a não para multar, os condutores irresposáveis - quando se pode comprovar - que comentem as faltas gravíssimas ( são inumeras ) que levariam os mesmos à cassação da sua CNH - o que serviria de exemplo para outros pseudo-infratores.
Em tempo: E se as estatísticas, que apontam sempre a seta "CULPADO" para a cabeça do cidadão, estiverem erradas - sem consistência de dados? - Caro Vilmar, como sabemos estatísticas se baseiam em informações < ela é a base de todo processo estatístico >; e, informações sobre acidentes de trânsito são pesquisadas nos Brats, correto? Observe o nosso Brat e veja que os dados são inconsistente para se gerar esta´tísticas 100% confiáveis.
Sugiro-lhe uma enquete em seu blog sobre está questão. Será surpreendente. Lhe garanto!
Um abraço!

Intense Debate Comments

Este blog tem atualmente:

Widget by SemNome